Informação indígena na biblioteca digital de teses e dissertações da Universidade Federal da Paraíba

registros da memória

  • Eliane Bezerra Paiva Universidade Federal da Paraíba https://orcid.org/0000-0002-9925-0143
  • Francisca Arruda Ramalho Universidade Federal da Paraíba
  • Ediane Toscano Galdino de Carvalho Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Informação Indígena, Memória, Produção Científica, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, Povos Indígenas

Resumo

O registro da informação indígena nas dissertações e teses permite a preservação do conhecimento indígena e serve de elemento de rememoração da história e dos feitos dos povos indígenas. Nesse contexto se insere a presente comunicação que tem como objetivo investigar as fontes de informação indígena presentes na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade Federal da Paraíba. A pesquisa é descritiva e exploratória e de abordagem quanti-qualitativa e o seu universo é composto de 28 produções, sendo cinco teses e 23 dissertações. A coleta de dados realizou-se em 2016, através de um levantamento realizado na homepage da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade Federal da Paraíba, utilizando-se os seguintes termos: índios, indígenas, povos indígenas e informação indígena. Buscaram-se informações sobre dois indicadores: programas de pós-graduação e características da produção (autoria, orientadores, ano de defesa, temáticas e etnias abordadas). Os resultados da pesquisa apontam uma produção relevante sobre informação indígena que contempla temáticas e etnias diversificadas e uma marcante presença feminina entre autores e orientadores. Conclui-se que a produção sobre informação indígena representa uma contribuição inestimável para ampliar a visibilidade dos povos indígenas e favorece o entendimento das questões relacionadas a esses povos, além de contribuir para a inserção da memória desses povos na memória coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Bezerra Paiva, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em Biblioteconomia (1973), Mestrado em Ciência da Informação (2002) e Doutorado em Linguística(2013), realizados na Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professora do nível adjunto da Universidade Federal da Paraíba com atuação na Graduação em Biblioteconomia, em Arquivologia e no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação. Desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão. Ministra as disciplinas Fontes Especializadas de Informação, no Curso de Biblioteconomia e Estudo de Usuários da Informação, nos Cursos de Biblioteconomia e Arquivologia. Editora da Revista de Extensão (UFPB /PRAC). Atua nos seguintes eixos temáticos: organização, acesso e uso da informação, produção científica e informação indígena.

Francisca Arruda Ramalho, Universidade Federal da Paraíba

Possui Licenciatura em Francês (1971), Bacharelado em Biblioteconomia (1975) e Especialização em Sistemas de Bibliotecas Públicas (1978) pela Universidade Federal da Paraíba, Mestrado em Administração de Bibliotecas (1982) pela Universidade Federal de Minas Gerais e Doutorado em Ciências da Informação (1992) pela Universidad Complutense de Madrid, Espanha. Atualmente, é professora Associada do Departamento de Ciência da informação da Universidade Federal da Paraíba. Atua nos Cursos de Graduação em Biblioteconomia e em Arquivologia e no Programa de Pós-Graduação em CIiência da Informação. Tem experiência na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, trabalhando como docente, pesquisadora e orientadora, principalmente, nos seguintes temas: Estudo de Usuários, Usabilidade, Produção e Comunicação Científica e Metodologia do Trabalho Científico. Recebeu o título de Professora Emérita da Universidade Federal da Paraíba por meio da Resolução 30/2012. Foi condecorada Bibliotecária do Ano de 2007 pela Associação de Bibliotecários da Paraíba. Orientou a dissertação de mestrado que recebeu o Prêmio Nacional de Teses e Dissertações em Ciência da Informação - 1º lugar - pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (Ancib) no ano de 2009.

Ediane Toscano Galdino de Carvalho, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Ciência da Informação (UFPB). Graduação em Biblioteconomia e Administração de Empresas (UFPB). Atuou como Bibliocária na Biblioteca Central Zila Mamede(UFRN), na Biblioteca Central (UFPB) e no Programa de Pesquisa em Literatura Popular (PPLP)(UFPB). Atuou como Vice-Presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia - 15a Região (2009 a 2011). É editora da revista Archeion Online, periódico eletrônico da UFPB na área de Arquivologia. É avaliadora do periódico Biblionline. Ministra aulas nos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia da UFPB.

Referências

ACHILLES, Daniele; GONDAR, Jô. A memória sob a perspectiva da experiência. Morpheus: revista de estudos interdisciplinares em memória social, Rio de Janeiro, v.9, n. 16, p. 174- 196, ago./ dez. 2016. Disponível em:

<http://www.seer.unirio.br/index.php/morpheus/article/view/6055/pdf>. Acesso em: 30 jul. 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 3.ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

BIBLIOTECA DIGITAL DE TESES E DISSERTAÇÕES (BDTD) – UFPB. Disponível em:

<http://tede.biblioteca.ufpb.br/?locale=pt_BR>. Acesso em: 30 jul. 2017.

BOTTARI, Christina Thereza Rachel; SILVA, Neusa Cardim da. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UERJ: desafios e oportunidades. Informação & Informação, Londrina, v. 16,

n. 1, p. 88-101, jan./jun. 2011. Disponível em:

<http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/7091/8480>. Acesso em: 27 jul. 2017.

BURKE, Peter. O que é história do conhecimento? São Paulo: Ed. UNESP, 2016.

COLLET, Célia; PALADINO, Mariana; RUSSO, Kelly. Quebrando preconceitos: subsídios para o ensino das culturas e histórias dos povos indígenas. Rio de Janeiro: Contra Capa; Laced, 2014.

CUNHA, Manuela Carneiro da (Org.) História dos índios no Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

CUNHA, Murilo Bastos da. Das bibliotecas convencionais às digitais: diferenças e convergências. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.13, n.1, p. 2-17, jan./abr. 2008. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/221/388>. Acesso em: 18 jul. 2017.

DODEBEI, Vera. Ensaio sobre memória e informação. Morpheus: revista de estudos interdisciplinares em memória social, Rio de Janeiro, v.9, n. 15, p. 227-244, 2016.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008. HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. IBICT. Disponível em:

<http://bdtd.ibict.br/vufind/>. Acesso em: 30 jul. 2017.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5.ed. Campinas: Unicamp, 2008.

MARTINS, Gilberto de Andrade. Manual para elaboração de monografias e dissertações. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2000.

MULHERES são maioria em universidades e cursos de qualificação. Portal Brasil. Disponível em: < http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2016/03/mulheres-sao-maioria-em- universidades-e-cursos-de-qualificacao>. Acesso em: 2 ago. 2017.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História: Revista do Programa de Estudos Pós-graduados em História e do Departamento de História da PUC-SP, São Paulo, n. 10, p. 7-28, 1993. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/12101/8763>. Acesso em: 18 jul. 2017.

PAIVA, Eliane Bezerra. Narrativas indígenas: construindo identidades e constituindo-se em fontes de informação. 2013.199f. Tese (Doutorado em Linguística) - Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013.

PAULILO, André Luiz; MASSA, Débora Bertier. Como lágrimas na chuva? O estudo da memória e a construção da memória educacional. Proposições, v.27, n. 3 (81), p. 201-220, set./dez. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pp/v27n3/1980-6248-pp-27-03- 00201.pdf>. Acesso em: 18 jul.2017.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Ed UNICAMP, 2007.

URQUIZA, Antonio H. Aguilera. Povos indígenas no Brasil: das margens da indiferença ao direito às diferenças culturais. In: GUERRA, Vânia Maria Lescano; ALMEIDA, Willian Diego de (Orgs.) Povos indígenas em cena: das margens ao centro da história. Campo Grande: Organização Mundial para Educação Pré-Escolar, 2016. p. 40.

Publicado
2018-06-06
Como Citar
Paiva, E., Ramalho, F., & Carvalho, E. (2018). Informação indígena na biblioteca digital de teses e dissertações da Universidade Federal da Paraíba. Tendências Da Pesquisa Brasileira Em Ciência Da Informação, 10(2). Recuperado de http://ejournal.space/tpbci/index.php/tpbci/article/view/88
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)