Representação SKOS da categoria tecnologia da informação e comunicação do Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação

um estudo preliminar

Palavras-chave: Representação da Informação, Modelagem de Dados, RDF, Tecnologias Semânticas, Ontologias

Resumo

O artigo e descreve um estudo preliminar sobre as possibilidades de representação do Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação no formato SKOS, apresentando trechos da representação da categoria “Tecnologias da Informação e Comunicação – TICs”, e realiza uma revisão de literatura acerca do Simple Knowledge Organization System – SKOS, um modelo de dados para a representação formal da estrutura básica e conteúdo de Sistemas de Organização do Conhecimento em ambientes digitais. A pesquisa caracteriza-se como teórica e exploratória, com finalidade descritiva e objetiva contribuir para um melhor entendimento do modelo SKOS, descrevendo suas principais características, potencialidades e limitações identificadas no estudo em andamento. A partir do levantamento teórico e implementações computacionais realizadas constatou-se que a representação no formato SKOS do Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação é passível de ser realizada de forma satisfatória, possibilitando que os termos do tesauro possam ser processados por máquinas e impulsionando o desenvolvimento instrumentos de representação no campo da Ciência da Informação que estejam alinhados com às novas tendências de pesquisa envolvendo Linked Data; Data Science; Publicação Ampliada e Web Semântica. Observou-se que o modelo SKOS contribui para uma maior visibilidade da área de Ciência da Informação no cenário contemporâneo, a partir das novas potencialidades oferecidas, favorecendo a elaboração de sistemas de representação que possam ser utilizados em diferentes contextos de uso, indo além do cenário convencional das bibliotecas e unidades de informação tradicionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Aparecido Sá Ramalho, Universidade Federal de São Carlos

Docente em regime de dedicação integral à Docência e à Pesquisa vinculado ao Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); Possui graduação em Ciência da Computação (2003), mestrado em Ciência da Informação (2006) e Doutorado em Ciência da Informação (2010) pela Universidade Estadual Paulista. Parecerista de ad hoc de periódicos e eventos científicos na área de Ciência da Informação e membro de associações de científicas, como: International Society for Knowledge Organization (ISKO), Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB) e International Association for Ontology and its Applications (IAOA). Líder do Núcleo de Estudos em Tecnologias de Organização e Representação de Informações (NeTORI). Docente do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação, chefe do Departamento de Ciência da Informação da UFSCar e vice coordenador do curso de Sistemas de Informação - modalidade EaD. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em sistemas de Representação e Organização de Informações, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologias semânticas, Representação da Informação na Web, ontologias, modelagem de dados e aspectos éticos das Tecnologias da Informação e Comunicação.

Referências

ALVITE DÍEZ, M. L.; et al. Propuesta de representación del tesauro EuroVoc en SKOS para su integración en sistemas de información jurídica. Scire: Represenación y Organización del Conocimiento, n.16, v.2, p.47-51, 2010.

CATARINO, M. E. Simple Knowledge Organization System: construindo sistemas de organização do conhecimento no contexto da Web Semântica. Informação & Tecnologia – ITec, Marília/João Pessoa, v.1, n.1, jan./jun., 2014. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/itec/article/view/19307> Acesso em jul. 2015.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

COSTA, M. A. F.; COSTA, M. de F. B. Metodologia da pesquisa: conceitos e técnicas. Rio de Janeiro: Interciência, 2001.

DEXTRE CLARKE, S., ZENG, M.L. From ISO 2788 to ISO 25964: The Evolution of Thesaurus Standards towards Interoperability and Data Modeling, in Information Standards Quality, Special Edition: Year in Review and State of the Art of the Standards, p.20-26, 2012.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ISAAC, A.; SUMMERS, E. SKOS Simple Knowledge Organization System Primer. W3C Working Group Note 18 August 2009. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/skos-primer/> Acesso em: fev. 2015.

KÖCHE, J. C. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

MILES, A.; BECHHOFER, S. SKOS Simples Knowledge Organization System Reference. W3C Recommendation, 2009. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/skos-reference/>. Acesso em: 20 jun 2015.

MILES, A.; BRICKLEY, D. SKOS Core Guide. W3C: 2005a. Disponível em:<http://www.w3.org/TR/2005/WD-swbp-skos-core-guide-20051102/>. Acesso em: jun 2015

MILES, A.; BRICKLEY, D. SKOS Core Vocabulary. W3C: 2005b. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/2005/WD-swbp-skos-core-spec-20051102/>. Acesso em: 20 jun 2015.

MUSTAFA EL HADI, W. Cultural Interoperability and Knowledge Organization Systems. In: José Augusto Chaves Guimarães; Vera Dodebei. (Org.). Organização do conhecimento e diversidade cultural. 1ed.Marília: ISKO-Brasil ; FUNDEPE, v. 1, p. 575-606, 2015

PASTOR-SANCHEZ, J. A.; MARTÍNEZ-MENDEZ, F. J.; RODRÍGUEZ-MUÑOZ, J. V. Advantages of thesaurus representation using the Simple Knowledge Organization System (SKOS) compared with proposed alternatives. Information Research, vol.14, n.4, 2009.

PINHEIRO, L. V. R.; FERREZ, H. D. Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Rio de Janeiro; Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), 2014.

RAMALHO, R.A.S.; VIDOTTI, S.A.B.G; FUJITA, M.S.L. Web semântica: uma investigação sob o olhar da Ciência da Informação. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação - vol.8, n.6, dez/2007.

RAMALHO, R.A.S. Análise do Modelo de Dados SKOS: Sistema de Organização do Conhecimento Simples para a Web. Informação & Tecnologia (Itec), v. 2, p. 66-79, 2015a.

RAMALHO, R.A.S. O modelo de dados SKOS: novas perspectivas no âmbito da representação do conhecimento. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, XVII., 2016, Salvador. Anais... Salvador: UFBA, 2016.

RAMALHO, R.A.S. Ontologias e Simple Knowledge Organization System (SKOS): aproximações e diferenças. In: José Augusto Chaves Guimarães; Vera Dodebei. (Org.). Organização do conhecimento e diversidade cultural. 1ed. Marília: ISKO-Brasil; FUNDEPE, v. 1, p. 100-107, 2015b.

SILVEIRA, D. T.; CÓRDOVA, F. P. A pesquisa científica. In: GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (Orgs.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

Publicado
2018-06-06
Como Citar
Ramalho, R. (2018). Representação SKOS da categoria tecnologia da informação e comunicação do Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Tendências Da Pesquisa Brasileira Em Ciência Da Informação, 10(2). Recuperado de http://ejournal.space/tpbci/index.php/tpbci/article/view/89
Seção
Artigos