Bibliotecas públicas e políticas culturais

a divisão de bibliotecas do departamento de cultura e recreação da prefeitura de São Paulo (1935)

Palavras-chave: Biblioteca Pública, Política Cultural, Ação Cultural, Informação Pública

Resumo

Este trabalho é resultado da dissertação intitulada “Bibliotecas Públicas e Políticas Culturais: a Divisão de Bibliotecas do Departamento de Cultura e Recreação da Prefeitura de São Paulo (1935)”, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, da Universidade de São Paulo. Traz a criação da Divisão de Bibliotecas do Departamento de Cultura e Recreação da Prefeitura de São Paulo (1935).  Apresenta, discute e analisa a política cultural colocada em prática, bem como as ações que foram realizadas pela Biblioteca Infantil, Biblioteca Municipal, Biblioteca Circulante e Biblioteca Popular no período de 1935 até 1938. Por meio da pesquisa qualitativa e busca de documentos em arquivos, apresenta as discussões políticas, documentos de época e as atividades na Divisão de Bibliotecas para período. Discute a relação do Estado frente a projetos que envolvam a informação, a cultura e a sociedade, na perspectiva compreensiva no campo das políticas culturais. Identifica os pontos de articulação que as bibliotecas públicas da Divisão de Bibliotecas realizaram com o Estado à luz das políticas culturais. Conclui que o Departamento de Cultura e a criação da Divisão de Bibliotecas estabeleceu um novo padrão de intervenção do Estado na área da cultura, bem como nas atividades realizadas pelas bibliotecas públicas em sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo da Silva de Assis, Universidade de São Paulo

Mestre em Ciência da Informação pela ECA/USP. Bibliotecário formado pela ECA/USP. Historiador formado pela FFLCH/USP. Criador do Projeto "Minhas Citações". Pesquisador do Laboratório de Cultura, Informação e Público da ECA-USP. Atuação em: Biblioteca Pública. Informação e Cultura. Políticas Culturais. Gestão Cultural. Informação e Sistemas Eletrônicos. Acessibilidade. Acessibilidade em Bibliotecas.

Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira, Universidade de São Paulo

Docente e pesquisadora no Departamento de Informação e Cultura da Escola de Comunicações e Artes da USP e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PPGCI - ECA - USP. Doutora em Ciência da Informação, área de concentração Informação e Cultura, Linha de pesquisa Ação e Mediação Cultural, pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da USP, possui graduação em História pela Universidade de São Paulo, Licenciatura em História pela Faculdade de Educação da USP. Atua na área de ação cultural, política cultural e apropriação social da informação. Desenvolve o projeto Que políticas culturais para o século XXI?. Integra o grupo de estudo Humanidades Computacionais, no IEA - USP. Ao longo de 2016, no Programa Ano Sabático da Pró-Reitoria de Pesquisa e do Instituto de Estudos Avançados da USP, desenvolveu o projeto de pesquisa Dinâmicas culturais contemporâneas: imbricações entre singularidades, coletivos, tecnologias e instituições culturais na perspectiva do Comum, resultando, entre outros, no filme Dinâmicas, Flutuações e Pontos Cegos. Vice-diretora do Centro Universitário Maria Antonia.

Referências

ABDANUR, Elizabeth Franca. Os ilustrados e a política cultural em São Paulo: o departamento de cultura na gestão Mário de Andrade. 1992. 187 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 1992.

ADMINISTRAÇÃO Municipal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p .5, 1 mar. 1936.

ADMINISTRAÇÃO Municipal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p. 4, 5 mar. 1936.

ANDRADE, Mário de. Bibliotecas Populares. Revista do Livro, São Paulo, Ano II, n. 5. p. 7-8, mar. 1957.

BANDEIRA, Suelena Pinto. O mestre dos livros: Rubens Borba de Moraes. Brasília: Briquet Lemos, 2007.

BARBALHO, Alexandre. Textos nômades: política, cultura e mídia. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2008.

BARBATO JÚNIOR, Roberto. Missionários de uma utopia nacional-popular: os intelectuais e o Departamento de Cultura de São Paulo. São Paulo: Annablume; FAPESP, 2004.

BIBLIOTHECA Infantil. O Estado de S. Paulo, São Paulo, [s.p.] , 14 abr. 1936.

BIBLIOTHECA Municipal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p. 6, 12 fev. 1933.

CASCUDO, Luís da Câmara. Câmara Cascudo e Mario de Andrade: cartas 1924-1944. São Paulo: Global, 2010.

CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. Campinas: Papirus, 1995.

______. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 1998.

DUARTE, Paulo. Mario de Andrade por ele mesmo. São Paulo: Hucitec, 1977.

_______. Memórias. 3. v. São Paulo: Humanismo, 1974.

GARCÍA CANCLINI, Néstor (Ed.). Políticas culturales en América Latina. 2. ed. Barcelona: Grijalbo, 1987.

GOMES, Denise Pedroso. O Departamento Municipal de Cultura em São Paulo (1935-1938): políticas de criação de bibliotecas e democratização de leitura. 2008. 111 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 2008. Disponível em: <https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/10661/1/Denise%20Pedroso%20Gomes.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2017

JARAMILLO, Orlanda; MONTOYA RÍOS, Mónica. Revisión conceptual de la biblioteca pública. Revista Interamericana de Bibliotecología. Medellin, v. 23. n. 1/2. p. 13-56, enero/dic., 2000.

MCGUIGAN, Jim. Culture and the public sphere. London: Routledge, 1996.

MILANESI, Luís. Outra biblioteca pública: uma profecia de Mário de Andrade. Revista da Biblioteca Mário de Andrade. São Paulo, v. 51, p. 59-64, jan./dez. 1993.

MILLER, Toby; YÚDICE, George. Política Cultural. Barcelona: Gedisa, 2004.

NEGRÃO, May Brooking. Biblioteca pública municipal de São Paulo: da criação à consolidação (1926-1951), breve esboço histórico. 1983. Dissertação (Mestrado) - Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1983.

RAFFAINI, Patrícia Tavares. Esculpindo a cultura na forma Brasil: o Departamento de Cultura de São Paulo (1935-1938). São Paulo: Humanitas, 2001.

REIPERT, Herman José. História da Biblioteca Pública Municipal Mário de Andrade. São Paulo: Prefeitura do Município de São Paulo. Secretaria de Educação e Cultura. Departamento de Cultura. Divisão de Bibliotecas, 1972.

RUBIM, Albino. Políticas culturais no Brasil: tristes contradições, enormes desafios. In: RUBIM, Albino; BARBALHO, Alexandre (Orgs.). Políticas Culturais no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 11-36.

SÃO PAULO (Cidade). Ato nº 861, de 30 maio de 1935. Organiza o Departamento de Cultura e de Recreação. São Paulo, 1935a. Disponível em: <http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/iah/fulltext/atosgovernoprovisorio/AGP0861-1935.pdf>. Acesso em: 10 maio 2012.

______. Ato nº 862, de 30 de maio de 1935. Providencia o provimento dos cargos do Departamento de Cultura e de Recreação. São Paulo, 1935b. Disponível em: <http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/iah/fulltext/atosgovernoprovisorio/AGP0862-1935.pdf>. Acesso em: 10 maio 2012.

______. Ofício nº 72.030, 3 out. 1935c.

______. Ato nº 1146, de 4 de julho de 1936. Consolida e modifica disposições referentes aos serviços, repartições e funcionários da Prefeitura e da outras providencias. São Paulo, 1936. Disponível em: <http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/iah/fulltext/atosgovernoprovisorio/AGP1146-1936.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2014.

______. Departamento Municipal de Cultura. Solenidade de inauguração da Biblioteca Infantil. O Estado de S. Paulo, São Paulo, p. 7, 15 abr. 1936.

[SEM TÍTULO]. O Estado de S. Paulo, São Paulo, [s.p.], 6 out. 1936.

SOARES, Gabriela Pellegrino. Semear horizontes: uma história da formação de leitores na Argentina e no Brasil, 1915-1954. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

SUAIDEN, Emir José. Biblioteca pública e informação à comunidade. São Paulo: Global, 1995.

TEIXEIRA COELHO. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. 3. ed. São Paulo: Iluminuras, 2004.

UNESCO. Cultural policy: a preliminary study. Paris: Unesco, 1969.

______. Declaración de México sobre las políticas culturales (1982). México DF. Disponível em: <http://portal.unesco.org/culture/es/files/35197/11919413801mexico_sp.pdf/mexico_sp.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2014.

______. Manifesto da IFLA/Unesco sobre as bibliotecas públicas. Paris, 1994. Disponível em: <http://archive.ifla.org/VII/s8/unesco/port.htm>. Acesso em: 29 jun. 2014.

______. Manifesto da Unesco sobre as bibliotecas públicas. Paris, 1949.

______. Manifesto da Unesco sobre as bibliotecas públicas. Paris, 1972.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Escola de Comunicações e Artes. Biblioteca. Entrevista com o professor Rubens Borba de Moraes. [1972]. 2 CDS (ca. 40). Remasterizado em digital. Discos XCD2197 - XCD2198.

VISITANDO as instalações da futura biblioteca municipal infantil. Diário da Noite, São Paulo, [s.p.], 13 fev. 1936.

Publicado
2018-06-06
Como Citar
Assis, L., & Oliveira, L. (2018). Bibliotecas públicas e políticas culturais. Tendências Da Pesquisa Brasileira Em Ciência Da Informação, 10(2). Recuperado de http://ejournal.space/tpbci/index.php/tpbci/article/view/96
Seção
Artigos