Competência em informação sob a perspectiva da educação profissional e tecnológica

contribuições para o desenvolvimento de framework

Palavras-chave: Competência em Informação, Educação Profissional e Tecnológica, Formação para o Trabalho, Avaliação da Competência em Informação, Framework em Competência em Informação

Resumo

Apresenta discussão sobre a competência em informação na perspectiva da educação profissional e tecnológica em uma escola técnica da cidade de Marília, interior do Estado de São Paulo. Delimitou-se como objetivo verificar o grau de conhecimento e percepção que docentes, coordenadores de curso, gestores e bibliotecária possuem sobre a competência em informação em sua prática profissional, considerando as seguintes facetas de ensino do modelo da pesquisadora Christine Bruce: ‘competências, relacional, conteúdos e aprender a aprender’. Para a coleta dos dados, utilizou-se um repertório metodológico composto por pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, observação participante e observação direta intensiva. Como procedimento de análise dos dados optou-se pelo método de “Análise de Conteúdo” de Laurence Bardin. A análise demonstrou que os sujeitos pesquisados apresentaram um nível de compreensão próximo do que seria desejável sobre a CoInfo, mas não especificaram de que maneira e por quais ações pode ser inserida nos conteúdos programáticos da escola. A partir dessa análise, criou-se um framework (quadro) que apresenta uma estrutura dinâmica e holística para o mapeamento, implantação e avaliação da competência em informação em três níveis: institucional, ensino e aprendizagem. Para cada quadro (framework), há uma ideia central que consiste em uma contextualização de cenários e de conceitos referente ao nível; os marcos gerais que traçam um conjunto de disposições didáticas para a operacionalização da ideia central; e as linhas de ação que levam à aplicação dos marcos gerais. Destaca-se que o framework proposto é um conjunto de conceitos nucleares integrados e interligados com opções flexíveis de implantação que transcende um conjunto prescritivo e fixo de resultados de aprendizagem. Pode-se afirmar que os frameworks propostos são ‘lentes’ de como os profissionais (bibliotecários, professores, coordenadores e gestores) podem arquitetar atividades e currículos que abordem a competência em informação em sua instituição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Araújo dos Santos, Universidade Estadual Paulista

Doutora (2017) e Mestra (2011) em Ciência da Informação pelo PPGCI/UNESP/Marília e Bacharel em Biblioteconomia pela UNESP/Marília (2008). Foi bolsista FAPESP na Iniciação Científica e no Mestrado. Foi bolsista CAPES no Doutorado. Pesquisou na Linha "Gestão, Mediação e Uso da Informação" da UNESP/Marília. É integrante do grupo de pesquisa "Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional" da UNESP/Marília. Atua como docente na Faculdade Católica Paulista (FACAP). Membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB). Tem experiência na área de Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: Competência em Informação (CoInfo), Framework em competência em informação, Modelos para o desenvolvimento, implantação e avaliação da CoInfo, Competências, Habilidades e Atitudes em informação, Gestão da Informação e do Conhecimento, Metodologia da Pesquisa e do Trabalho Científico, Normalização Documental, Educação Superior e Educação Profissional e Tecnológica. Colunista de um dos mais importantes websites da área de Ciência da Informação 'Infohome - OFAJ' com o tema "Competência em Informação" (http://www.ofaj.com.br/colunistas.php?cod=44).

Regina Célia Baptista Belluzzo, Universidade Estadual Paulista

Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos (1966), graduação em Direito pela Faculdade de Direito de São Carlos (1972), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1989) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1995). Atualmente é professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (UNESP-Marília, integrante da Linha de Pesquisa " Gestão, Mediação e Uso da Informação" e do Programa de Pós-Graduação em TV Digital: Informação e conhecimento (UNESP-Bauru), integrante da Linha de Pesquisa " Gestão da Informação e Comunicação para Televisão Digital".Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Gestão da Qualidade Em Sistemas de Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: competência em informação, bibliotecas universitárias, gestão da informação, sociedade do conhecimento.

Referências

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES. Framework for information literacy for higher education. Chicago: ACRL, 2016. Disponível em: <http://www.ala.org/acrl/sites/ala.org.acrl/files/content/issues/infolit/Framework_ILHE.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES. Global perspectives on information literacy: fostering a dialogue for international understanding. Chicago: ACRL, 2017. Disponível em: <http://www.ala.org/acrl/sites/ala.org.acrl/files/content/publications/whitepapers/GlobalPerspectives_InfoLit.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BELLUZO, Regina Célia Baptista; KERBAUY, Maria Teresa Miceli. Em busca de parâmetros de avaliação da formação contínua de professores do ensino fundamental para o desenvolvimento da information literacy. Educação Temática Digital, Campinas, v. 5, n. 2, p. 129-139, 2004. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/766/781>. Acesso em: 05 set. 2017.

BRUCE, Christine Susan. Las siete caras de la alfabetización en información en la enseñanza superior. Anales de Documentación, Murcia, Espanha, n. 6, p. 289-294, 2003. Disponível em: <http://revistas.um.es/analesdoc/article/view/3761/3661>. Acesso em: 05 set. 2017.

BRUCE, Christine Susan. Informed learning. Chicago: ALA/ACRL, 2008. Disponível em: <https://www.aab.es/publicaciones/bolet%C3%ADn-aab/bolet%C3%ADn-105/>. Acesso em: 05 set. 2017.

CATTS, Ralph; LAU, Jesus. Towards information literacy indicators. UNESCO: Paris, 2008. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0015/001587/158723e.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

CORDÃO, Francisco Aparecido. A LDB e a nova educação profissional. Boletim Técnico do SENAC, Rio de Janeiro, v. 28, n. 1, 2002. Disponível em: <http://www.legado.senac.br/BTS/281/boltec281b.htm>. Acesso em: 05 set. 2017.

DELORS, Jacques et al. Educação um tesouro a descobrir: relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: CORTEZ, 1996. Disponível em: <http://dhnet.org.br/dados/relatorios/a_pdf/r_unesco_educ_tesouro_descobrir.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL. Plano Plurianual de Gestão 2016 – 2020 Etec ‘Antonio Devisate’. São Paulo: Governo do Estado de São Paulo, 2016.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas,2010.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS. Declaração de Havana: 15 ações de competência em informação/ALFIN por um trabalho colaborativo e de criação de redes para o crescimento da competência em informação no contexto dos países iberoamericanos. Havana: IFLA, 2012. Disponível em: <https://www.ifla.org/files/assets/information-literacy/publications/Declaration/Compet.Declara-de-Havana.2012.Portu-Brasil.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Políticas públicas para a educação profissional e tecnológica. Brasília: MEC, 2004. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/p_publicas.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio: documento base. Brasília: MEC, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/documento_base.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Indicadores educacionais em foco. Paris: OCDE, 2012. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/indicadores-educacionais-em-foco>. Acesso em: 05 set. 2017.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. Sobre o desenvolvimento dos recursos humanos: educação, formação e aprendizagem permanente. Genebra: OIT, 2004. Disponível em: <http://www.oit.org.br/content/sobre-o-desenvolvimento-dos-recursos-humanos-educa%C3%A7%C3%A3o-forma%C3%A7%C3%A3o-e-aprendizagem-permanente>. Acesso em: 05 set. 2017.

PATERSON, Barbara L.; BOTTORFF, Joan L.; HEWAT, Roberta. Blending observational methods: possibilities, strategies and challenges. International Journal of Qualitative Methods, v. 2, n. 1, p. 29-38, 2003. Disponível em: Acesso em: <http://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/160940690300200103>.

set. 2017.

SANTOS, Camila Araújo dos. Competência em Informação na formação básica dos estudantes da educação profissional e tecnológica. 2017. 287f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2017. Disponível em: <http://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/santos_ca_do.pdf>. Acesso em: 05 set. 2017.

SANTOS, Vanessa Bissoli dos; SANTOS, Camila Araújo dos; BELLUZZO, Regina Célia Baptista. A Competência em Informação em articulação com a inteligência competitiva no apoio ao alinhamento estratégico das informações nas organizações. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 6, p. 45-60, 2016. Disponível em: <http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/index.php/article/view/0000019527/c83fc1cfd22da9ec6a86bab18f1707d4>. Acesso em: 05 set. 2017.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Publicado
2018-06-06
Como Citar
Santos, C., & Belluzzo, R. (2018). Competência em informação sob a perspectiva da educação profissional e tecnológica. Tendências Da Pesquisa Brasileira Em Ciência Da Informação, 10(2). Recuperado de http://ejournal.space/tpbci/index.php/tpbci/article/view/99
Seção
Artigos